segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Pensamentos 2



Incerto


Sentimento remetente à lembranças
São dúvidas e incertezas caracterizadas de fantasmas para assombrar sua falta de convicção
Como satélite lunar que precisa de luz para ser refletida
Palpitações inesperadas a uma única vista possivelmente façam falta
O sentimento de algo novo não condiz com os atuais contornos de letras passadas já apagadas

Desproteger o que realmente não precisa mais ser protegido não tem a menor graça
Coisas novas sem sentido, saudosas coisas velhas...
Ânimo substituído por força de vontade
Âncora que mais se parece uma cruz
Luz ofuscante, escuridão esclarecedora
Pergunta constante
Por que o errado é fácil de ser provado e o certo é quase impossível?!

Números discados que já não completam minha ligação
Trocaria centenas, dezenas e unidades por apenas uma unidade
Os números batem, mas ainda não faz sentido
Motivo pelo qual sempre preferi subjetivismo à ciência exata

Não se pode ter aquilo que não pode manter...
Ou
Não se pode ter aquilo por não merecer?!
Eis a questão
Eis a razã
o
Eis o que me importa já nã
o me importando mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...

Stray!

Stray!